Crescimento moderado, mas consistente e inovador

Da abertura da primeira loja no Batel, em 2003, à inauguração da segunda unidade do Babilônia Gastronomia passaram-se sete anos. Sócio do restaurante, Marcelo Woellner Pereira conta que isso aconteceu porque os irmãos cuidavam também de outras empresas à época. Entre elas, o restaurante Mediterrâneo, que integra o grupo até hoje. “Também demorou porque acreditávamos que era difícil ter mais uma unidade do Babilônia em Curitiba, mas estávamos enlatados no formato 24 horas. Quando conseguimos nos libertar desse conceito vimos que era possível”, conta.

Franquia

Em 2010, junto com o processo de formatação da franquia da marca, era inaugurada a segunda unidade do restaurante e a primeira franqueada, no Shopping Mueller. A partir daí o ritmo de expansão se deu com a abertura de uma nova loja por ano. Em 2011 veio a terceira unidade, em Blumenau – fechada neste ano. Um ano depois, a do Cabral e em 2013, a do Shopping Palladium, ambas lojas próprias. A mais nova franquia do restaurante foi inaugurada neste ano no Shopping São José dos Pinhais.

“O primeiro exercício foi fazer a lição de casa. Pesquisamos, contratamos uma consultoria e formatamos a franquia”, lembra Marcelo. Para ele, esses cuidados e o laboratório realizado com os primeiros franqueados durante esses quatro anos trouxeram segurança para o projeto de expansão em 2015. A marca tem diversas solicitações de novas franquias em cidades como Maceió, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Comentários